Séries e repetições, quantas devo fazer?

A grande maioria das pessoas desconhece que o número de repetições dita toda a restante organização do treino! Dependendo disso muda o número de séries, o intervalo de descanso, o exercício escolhido, bem como o grupo muscular alvo.

Passando a explicar o acima exposto: quando baixamos as repetições por norma subimos o número de séries bem como o intervalo de descanso. Também o exercício escolhido e o grupo muscular alvo mudam pois nem todos os exercícios são adequados a fazer por exemplo, um trabalho de força e nem todos os grupos musculares devem ser trabalhados de forma mais eficaz com o mesmo número de repetições.

Continuando de forma simples esta abordagem.. Aquela que aconselho a todos aqueles que se estão a iniciar no mundo da musculação, bem como atletas intermédios e até avançados (embora para estes últimos haja todo um mundo para explorar nesta matéria) podemos afirmar que repetições de 1-5 com 85%RM conduz a um trabalho de força, de 6-12 60/70-85%RM a um trabalho de hipertrofia e acima de doze repetições com percentagens ainda menores a um trabalho de resistência.

Muito embora o acima descrito seja uma base de enorme importância, gostaria de deixar claro que reduzir o treino a isto mesmo é um erro. Cair nesta rotina é fatal e a variedade e o “atrevimento” é muitas vezes a chave do sucesso. Por vezes num mesmo velho exercício criar uma nova variante pode fazer toda a diferença.

Por fim gostaria de deixar uma nota pessoal e talvez polémica, para atletas mais avançados e que procuram algo mais.. reduzir o treino a números pré-definidos é matar o vosso instinto e a vossa individualidade. 

Add Your Comment

Translate »