Equilíbrio

Com frequência vêm ter comigo e perguntam QUE HAMBÚRGUER ERA AQUELE QUE ESTAVAS A COMER, E AS PIPOCAS E O GELADO? ÉS PT, NÃO PODES. TENS DE DAR O EXEMPLO.

Os meus clientes já estão familiarizados com a minha forma de estar na vida e de trabalhar, brincam comigo mas os demais realmente não compreendem.
A esses eu respondo de uma forma simples e honesta: EU ESTOU A DAR O EXEMPLO.

A melhor dieta nem sempre é aquela que te permite ter o melhor corpo, mas sim a que pode acompanhar o teu estilo vida, aquela que consigas adoptar para a tua vida a longo prazo e simultaneamente te faça chegar aos teus objectivos (sim isto é POSSÍVEL!)
De nada também serve ter um corpo, se a cabeça estiver a ser sacrificada para o manter!

Quantas pessoas vocês não conhecem assim? Será que vocês mesmos já não estiveram assim? A resposta parece-me óbvia!

Sem dúvida que é importante trabalhar e ser consistente dia após dia, de forma a atingirmos as nossas metas pessoais, mas para todas as regras existem (e ainda bem) EXCEPÇÕES, que neste caso não vão comprometer os resultados, mas sim contribuir de forma positiva para eles.

Qual é o impacto de uma refeição ou duas fora da dieta num mês de trabalho bem feito?
De que me adianta ser inflexível, se essa inflexibilidade me vai levar a desistir?

É nisto que muitos treinadores falham. Elaboram programas de treino e dieta excelentes sem dúvida, mas que não têm em consideração a vida real e a individualidade de cada um.
Com isto acumulam-se experiências traumáticas que afastam as pessoas cada vez mais dos seus objectivos, porque simplesmente não foram bem orientadas.
– Fui ao ginásio mas detestei, fiquei cheia de dores uma semana, AQUILO NÃO É PARA MIM!
– Houve uma altura em que andei a fazer uma dieta, mas não podia comer nada, andava cheia de fome, até perdi peso, mas AQUILO NÃO É PARA MIM!

Identificas-te nestas frases?

A maioria de nós não somos atletas profissionais ou amadores sequer, não necessitamos de viver num grau de exigência tremenda, porque nem mesmo quem o é vive 365 dias por ano em regime restrito, todos temos famílias, datas, momentos em que É IMPORTANTE sair da rotina.

A mensagem que muitas vezes passam do outro lado é falsa e tóxica eu não posso colaborar ela.
Se o fizesse não estaria a contribuir com nada de positivo a todas pessoas que diariamente confiam no meu trabalho e me seguem nas redes sociais, muito pelo contrário apenas estaria a criar ainda mais frustração, depressão e insegurança a pessoas que muitas vezes já chegam a mim com este quadro e que não confiaram em mim de certeza para eu o agravar.

É importante reconhecer que a chave é ter um equilíbrio de objetivos na vida. Um equilíbrio entre o ginásio e a vida social. E acima de tudo um equilíbrio entre a saúde física, mas também mental!

Por isso SIM vão continuar a ver-me de vez em quando a comer algumas gulodices, que não afetam em nada o meu corpo, mas que me alegram a alma e a vida 🙂

Add Your Comment

Translate »